COMPARTILHE ESSA PUBLICAÇÃO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp
Uma linha completa de materiais com informações
úteis para que você se mantenha atualizado.

O Low Carb vem ganhando novos adeptos e precisamos entender sobre como reduzir os carboidratos sem cometer erros.

Hoje vamos te apresentar os erros mais comuns na estratégia Low Carb.Quando o assunto é Low Carb, muitos tendem a atrelar esse nome á uma radical exclusão de carboidratos em sua dieta, mas ao contrário do que muitas pessoas pensam, a “Dieta Low Carb” é uma estratégia nutricional que está relacionada à redução do consumo de alimentos ricos em carboidrato comparada às recomendações gerais, e não à sua retirada.

Em alguns casos, essa redução pode variar entre 30g a 130g por dia. Trata-se de uma estratégia viável para o emagrecimento, já que está atrelada ao aumento da saciedade, controle da fome e diminuição de produtos refinados, porém, ao adotar essa estratégia é essencial seguir alguns cuidados, caso contrário a alimentação acabará sofrendo alguns prejuízos.

Erros comuns ao aderir ao low carb
Como diminuir os carboidratos de maneira saudável

Pensando sobre isso, abaixo destacamos os três erros comuns ao seguir a Low Carb:

  1. Consumir alimentos ricos em gordura de maneira ilimitada: mesmo ao consumir gorduras boas, como abacate e oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, etc) é importante ter um limite, já que a caloria por gramatura da gordura é bem mais elevada quando comparada à do carboidrato e da proteína. Em 1g de gordura, obtemos 9 Kcal e 4 Kcal em 1g de carboidrato e proteína;
  2. Não saber diferenciar os carboidratos bons dos ruins: os carboidratos refinados que não apresentam quantidade de fibra significativa, como bolos, doces, biscoitos, pães e massas feitas com farinha branca, são rapidamente absorvidos pelo organismo levando a um pico de liberação de insulina, podendo prejudicar o resultado final. Importante optar pelos ricos em fibra como os grãos e cereais integrais, frutas, legumes e verduras;
  3. Não ter acompanhamento profissional: é importante entender que qualquer mudança alimentar precisa de um acompanhamento profissional especializado. Ele vai saber indicar quais alimentos e quantidades consumir de acordo com o seu objetivo e características individuais.

Gostaram da dica de hoje? Já fizeram uso da estratégia Low Carb? Me conta aqui nos comentários!

Também não deixe de compartilhar com seus amigos para que mais pessoas façam uma dieta Low Carb sem erros! 😉

Leia também